Encontro de Vilnius

Carta a um jovem Lituano

De 1 a 3 de Maio de 2009, o encontro de Vilnius reuniu 8000 jovens dos três países bálticos (Lituânia, Letónia, Estónia), dos países vizinhos (Polónia, Ucrânia, Rússia, Bielorússia, dos países escandinavos) e também de países mais distantes. O irmão Alois publicou, para esta ocasião, uma «carta a um jovem Lituano». Porquê particularmente a um jovem Lituano? Ele explicou: «Para expressar gratidão e manter uma relação de coração com os jovens deste país, que tão bem nos acolheram.»

Carta a um jovem Lituano

Uma mãe de família do teu país escreveu: «A Lituânia oscila entre a esperança e o cepticismo.» Contigo, que vives em terras lituanas, eu gostaria de procurar aquilo que faz inclinar a balança no sentido da esperança.

Não posso esquecer a chegada a Taizé, em 1989, dos primeiros jovens vindos deste país muito querido. Após um longo período de tempo em que estivemos separados uns dos outros, houve uma liberdade nova que nos entusiasmou a todos.

Deus confia dons únicos a cada povo: a ti, uma simplicidade no acolhimento muito bonita, uma fé que persevera e que alimenta a esperança, mesmo nas horas mais sombrias.

«Deus é amor»: estas palavras da Escritura (1 João 4,8) permitem que vás muito longe. Confiando neste amor, encontras a fonte da esperança. Não um optimismo fácil que fecha os olhos à realidade, mas uma esperança forte que lança a âncora em Deus.

«Deus é amor»: ele compreende tudo sobre ti. Não temas; abre-te e procura compreender quem está ao teu redor. Os cristãos do teu país sempre souberam que Cristo é misericórdia e que Maria é «mãe de misericórdia». Este amor, que é bondade do coração, pode irradiar na tua vida.

Fui em peregrinação à «Colina das Cruzes»: apesar de muito humilde, ela é um sinal para toda a Europa e para o resto do mundo. O mistério da cruz marcou a história do teu país e sempre despertou a coragem de viver de Cristo ressuscitado.

Hoje há cada vez mais pessoas que têm dificuldade em acreditar na ressurreição. Acreditar em Cristo misericordioso, na sua presença invisível, acreditar que, pelo Espírito Santo, ele habita nos nossos corações, é o risco ao qual o Evangelho te convida. Ousa apoiar-te nesta presença. E assim a ressurreição de Cristo dará um sentido novo à tua vida e há-de acender esperança para o mundo.

A coragem de Maria Madalena estimula-te. Ela, uma mulher completamente sozinha, ousou ir ao encontro dos outros para lhes dizer aquilo que é verdadeiramente incrível: «Cristo ressuscitou!» Soube transmitir o amor de Deus através da sua vida (João 20,11-18).

Também tu és convidado a viver e a transmitir o pouco que compreendeste do Evangelho. E algo de surpreendente acontece: é transmitindo o mistério da ressurreição de Cristo que tu próprio o podes compreender cada vez melhor. Assim, este mistério torna-se cada vez mais central na tua vida.

Com muitos outros, és chamado a construir um futuro de paz.

Fazes parte de um povo capaz de construir pontes: entre a Europa de Oeste e a de Leste, entre a geração de ontem e a de amanhã, entre a Lituânia do passado e a que agora está a nascer.

Sim, podes contribuir para uma cultura marcada mais pela confiança do que pela desconfiança. Sê portador de amizade aonde vives! Vai ao encontro dos outros! Vai ao encontro dos que sofrem! O que muda o mundo não são tanto as acções espectaculares, mas a perseverança diária na bondade humana.

Com os meus irmãos em Taizé, caminhamos em profunda comunhão contigo.

irmão Alois

Vilnius, 2 de Maio de 2009

Printed from: http://www.taize.fr/pt_article8472.html - 22 November 2019
Copyright © 2019 - Ateliers et Presses de Taizé, Taizé Community, 71250 France