Segurança e protecção das pessoas

Em 2010, esta página foi publicada para recordar alguns aspectos e dar referências sobre a segurança e a proteção das pessoas. É importante que todos a possam ler antes de visitar Taizé. Além desta página, já há muitos anos que todos os participantes nos encontros em Taizé recebem à chegada uma folha com o programa e informações práticas que incluem o essencial do que é explicado a seguir sobre a proteção das pessoas.

Muitoas pessoas vêem Taizé como um local de confiança. Todos devem ser vigilantes e ajudar para que Taizé seja um lugar seguro para os que lá vão. A Comunidade conta particularmente com a responsabilidade e a vigilância dos responsáveis de grupo.

Segurança

No contexto das medidas de segurança em vigor em França, os lugares com grandes concentrações de pessoas são particularmente protegidos pelas autoridades.

Por razões de segurança, toda a bagagem deve ser etiquetada e nunca deve ser abandonada. Pedimos a todos para não trazerem sacos para a igreja. À entrada, uma equipa de jovens garante que estas instruções são respeitadas.

Também por razões de segurança, é melhor que ninguém se aventure sozinho por caminhos que se afastam de Taizé.

Protecção das pessoas

Se tiverem conhecimento de algum atentado à integridade de uma pessoa, através de agressão sexual ou qualquer outra forma de violência, particularmente se se tratar de um menor, ou de qualquer comportamento preocupante, pedimos que falem imediatamente com o irmão responsável pela protecção das pessoas em Taizé (que podem sempre contactar na La Morada) ou com uma pessoa em quem confiem: o responsável do vosso grupo, uma das irmãs que colaboram no acolhimento dos jovens em Taizé (no El Abiodh) ou os responsáveis dos primeiros socorros (que podem contactar dia e noite no El Abiodh).

Qualquer acontecimento, recente ou mais antigo, pode ser comunicado aos irmãos através do e-mail protection taize.fr; as mensagens enviadas para este endereço são recebidas por dois irmãos, uma irmã de Saint-André e uma pessoa de fora da Comunidade. Pode-se enviar uma primeira mensagem para perguntar os nomes destas quatro pessoas que recebem os e-mails.

Também podem contatar uma associação de apoio à vítima (por exemplo a APAV [https://apav.pt/apav_v3/index.php/pt/a-apav/contactos], em Portugal).

Pedimos ainda que nos avisem se tiverem conhecimento de situações relativas a um consumo excessivo de álcool ou de qualquer tipo de drogas.

Printed from: http://www.taize.fr/pt_article21969.html - 15 December 2019
Copyright © 2019 - Ateliers et Presses de Taizé, Taizé Community, 71250 France