A Semana Santa em Taizé

Domenico (Itália)

No domingo de manhã, debaixo de um céu nublado, peregrinos de confiança de diferentes idades e nacionalidades reuniram-se junto à Fonte de Saint-Etienne. Os irmãos chegaram carregando ramos para celebrar a tradicional oração de Domingo de Ramos. Foi uma grande alegria orar e cantar debaixo das árvores a florir da Borgonha. Mais tarde, a procissão teve início na Fonte até à Igreja, com mais de cerca de mil pessoas em fila, rezando juntas ao Senhor, a uma só voz. Chegados à Igreja, começou a Eucaristia com a sua típica polifonia de línguas. À tarde grupos de jovens oriundos da Alemanha e de Portugal e de muitos outros países chegaram a Taizé. Vão passar uma semana de oração e de grande alegria, envoltos no espírito de solidariedade. Esta é a semana mais importante do ano para todos nós e nós vamos celebrá-la em comunhão e simplicidade, esperando a Ressurreição de Cristo.
 
É a primeira vez que vejo a colina vestida de inverno.
Tudo parece bem diferente mas é possível sentir a magia única deste lugar. A chuva está frequentemente connosco, acompanhada de um vento ligeiro. As árvores estão despidas e sinto que elas mal podem esperar para usar as suas roupas de verão, enquanto algumas flores brancas começam já a dar as boas vindas aos peregrinos. À volta da igreja os meus olhos reencontram muitas caras conhecidas. A Semana Santa parece-me ser um tempo em que as pessoas, cuja vida foi profundamente influenciada por Taizé, voltam para sintonizar as suas almas e os seus corações ao diapasão da palavra de Deus. É possível ver isso durante a oração: toda a gente canta, desde o início até ao final da igreja e eles cantam durante horas e horas a fio. Podemos mesmo sentir que todas estas pessoas partilham algo, a sua fé e a alegria de um momento de diálogo rico e de reflexão.

Printed from: http://www.taize.fr/pt_article19301.html - 23 July 2019
Copyright © 2019 - Ateliers et Presses de Taizé, Taizé Community, 71250 France